Um novo você

por: Tonia Casarin

No post anterior, falei sobre como a discussão das competências socioemocionais está mais voltada para as crianças. Os adultos que são atores no processo educacional delas são, em sua maioria, negligenciados nessa questão. É bem verdade que, muitos pais, educadores e nós, mesmos, professores não fomos ensinados sobre as competências que fazem parte da cesta de habilidades da inteligência emocional e social. E como exigir isso das crianças, se nós, adultos, não fomos ensinados?

Sabemos que as crianças copiam nossos comportamentos, somos exemplos para eles. Seja em casa, ou na escola.

Portanto, queria propor que, nesse início de 2017, nós, professores, possamos trabalhar nosso desenvolvimento. E para isso, proponho 3 passos para um ano incrível.

1- Desenvolva seu autoconhecimento
O autoconhecimento é o primeiro passo para desenvolver a inteligência emocional. Conhecer-se e saber quem somos parece óbvio, mas nem sempre é fácil. Até porque, mudamos ao longo da vida.
1.1 – Proponho que selecione seus valores. O que é importante para você na vida?
Honestidade, integridade, desenvolvimento, ética, humildade, conhecimento, paixão, dinheiro, paz, saúde, alegria, liberdade, produtividade, integridade…
O difícil desse exercício é escolher somente os 5 valores que mais são importantes. Na verdade, todos os valores são importantes, mas para você, quais são os 5 que você não pode viver sem?

Coloquei a lista abaixo para ajudar vocês. Comece marcando todos os que você acha mais importantes. Depois, vá priorizando até chegar nos 10. Depois, selecione somente os 5 que são mais importantes para você nesse momento.

tabelaentretanto

1.2 – O que você gosta de fazer? Liste 10 atividades que você gosta de fazer. Pode ser qualquer coisa, até tomar banho com aquele sabonete favorito. Ou ainda, ler um livro; ir ao cinema, viajar… O seu desafio é resgatar seus prazeres e incorporá-los mais vezes no seu ano de 2017.

1.3 – Resgate sua motivação para ser professor. Qual o seu propósito na vida de professor? O que te fez escolher ser professor? O que mais te encanta nessa jornada do aprendizado?
Escreva abaixo em um parágrafo respondendo essas perguntas. Escrever é um processo de reflexão que é ajuda a organizar as ideias, mas também é uma excelente ferramenta de autoconhecimento.
2 – Estabeleça metas claras

As pessoas que redigem suas metas aumentam a possibilidade de atingi-las. Se você não tem objetivos, como faz para atingi-los? Você já escreveu quais são seus objetivos nesse ano de 2017? O que você quer alcançar?

2.1 – Descubra seus objetivos. Se você não tem certeza do que quer conquistar, vou dar algumas perguntas que podem te ajudar a guiar o seu pensamento:
O que você quer fazer mais?
O que você acha que deve parar de fazer?
O que você deve continuar fazendo?
2.2 – Escreva suas metas em um papel. Seja audacioso, escreva metas grandiosas. É importante que elas sejam metas claras e específicas. Por exemplo:
“Organizar 5 atividades extras para minha turma” é diferente de “Organizar 5 atividades extras para minha turma no 1o. semestre”. Percebeu como o prazo de atingimento do seu objetivo é importante?
2.3 – Abaixo de cada objetivo, escreva 3 passos para alcançar seu objetivo.
Cada um tem um caminho para atingir seus objetivos. Após escrever esses passos, você terá não somente um mapa mas também o caminho que irá seguir para atingir suas metas.
3 – Tenha pessoas a sua volta
A felicidade passou a ser uma temática de estudo de muitos pesquisadores ao redor do mundo. São muitas as investigações feitas para saber mais sobre a felicidade. Cada um vive a vida de forma distinta e isso tem consequências no nosso estado emocional. As pessoas felizes tem sua maneira de pensar e atuar, sua própria atitude frente a vida e as circunstâncias e frente ao sucesso que presenciam ao seu redor e isso as ajuda a manter-se num estado mais duradouro de felicidade.

Um estudo feito pela Universidade de Harvard, que durou mais de 75 anos e que pretendia saber quais eram as chaves da felicidade chegou à conclusão que as relações interpessoais significativas e as conexões importam muito. Sabemos que as amizades e a família são superimportantes para o nosso bem estar e nossa felicidade.

Portanto, sugiro que você se relacione mais com as pessoas que você goste. Divida com elas também suas metas e objetivos desse ano e faça deles sua rede de suporte e apoio. Todos precisamos de ajuda e daquela motivação a mais quando estamos nos sentindo um pouco pessimistas ou desmotivados. As pessoas a nossa volta são fundamentais para nos fazer seguir em frente. Se ajudar, faça uma lista de pessoas que você gosta e são importantes para você e ligue para elas. Construir relacionamentos é a forma mais humana de ser feliz.
Aproveito para desejar um excelente 2017 para vocês! 🙂

Receba nossa News