08/05/2019

Dicas para o processo de aquisição do conhecimento de leitura e escrita

Michelly Reino

Por que meu aluno não escreve ainda? Ele já conhece todas as letras do alfabeto? Onde estou errando? Ou pior, qual será o problema que ele tem? Vejo muito dos meus colegas na área da educação com estas dúvidas e muitas das vezes encaminhando seus alunos para especialistas,  procurando assim o “problema”.

Primeiramente, é preciso identificar se o aluno já compreende a importância da função da escrita. Os pontos abaixo também podem auxiliar nesse processo:

  1.  Aprendi com o grupo de estudo do qual faço parte desde 2016 na Unicamp (GRUPAD), a importância da leitura deleite para a criança. Pensando que o ano escolar tem 200 dias letivos, e essa leitura ocorrer de maneira rigorosa, ao final de cada ano ele conhecerá novos 200 títulos. Esta leitura deve ser prazerosa, e a leitura por si só. Não precisamos usar este momento para escolher e reproduzir a parte que mais gostou. Isso poderá ocorrer em outro momento e com outra intencionalidade.
  2.    Perceber se o aluno já faz a relação dos seus movimentos com o pensamento que ele tem, ou seja, ele consegue compreender que suas mãos reproduzem seu pensamento, ou melhor, que ele consegue fazer que seu cérebro tenha domínio de suas mãos? Mas como fazer isso? É muito mais simples que pensamos.

Aqui no Recanto Infantil Formiguinhas, escola qual trabalho, ao ler o poema: O Caldeirão da Bruxa, escrito por Glaucia Lemos,  solicitei que os alunos do jardim II ( crianças com 5 anos) reproduzissem o desenho da Bruxa.

Como ponto de partida para execução da tarefa, entreguei um triângulo para cada um deles, mas não direcionei o que este seria. O interessante foi que todos usaram para o mesmo fim: o chapéu da bruxa. Assim a criança vai começar a perceber que suas produções de escrita partem do que já sabem das letras. Podemos observar que as características são praticamente as mesmas, mas ocorre uma variação de acordo com o vocabulário  e conhecimento de cada criança. Essa é uma atividade que pode auxiliar a criança nessa compreensão de função da escrita.

Podemos observar que nesta situação, as crianças estão em níveis diferentes de conhecimento, o que também é natural dentro da sala de aula, na hora de reproduzir a escrita e demonstrar seus conhecimentos.

Quando geralmente classificamos os alunos em pré silábico; silábico sem valor; silábico com valor; pré alfabético e alfabético.

Mas se fosse no momento de sondagem e classificação as produções escritas teriam mais importância? Por que?

 

É isso que nós educadores, precisamos compreender antes do processo de escrita, que a criança tem toda uma maturação cerebral a ser construída para a aquisição deste processo tão esperado por nós educadores e a família.

  1.    Antes de esperar que o aluno inicie o processo de Alfabetização e Letramento, é preciso compreender que sua fala é pausada, separada por sílabas e que estas juntas, construirão uma palavra. A criança precisa entender que cada pedacinho da palavra é pronunciada de uma maneira, e que estas, são reproduzidas aos poucos até a formação total da escrita.

Pois, sem compreender esse processo, a criança tem em seu pensamento que a escrita é muito para ela.

Como conseguir isso? De maneira simples: utilizando o nome das próprias crianças, dizendo, por exemplo, pausadamente e batendo palmas o nome de cada uma delas, e ao longo disto aumentando as imagens apresentadas.

Uma tarefa bem legal é enviar como lição de casa, uma pesquisa de palavras com 1,2. 3 4 e 5 sílabas e ao retornar para sala as crianças trocam esses saberes e começam a esboçar seus primeiros traços no processo de Letramento.

Outra atividade bem interessante, é o brincar com as figuras e mostrar como reproduzir os sons e a quantidade de sílabas dessas imagens. Espero que essas dicas auxiliem todos os educadores que têm receio em trabalhar com essa fase tão prazerosa e recheada de descobertas.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
Baixe este material
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
Baixe este material
COMPARTILHE
Recomendados
Outras matérias da mesma editoria