01/10/2020

Música, educação e transformação social

Confira iniciativas que promovem a inclusão por meio da arte

Elas estão presentes em vários momentos da nossa vida. Quando pequenos, somos embalados para pegar no sono, na escola utilizamos para interpretação e compreensão de momentos históricos e até em paródias que facilitam a absorção de conteúdos. E de quantas pessoas você lembra ao ouvir determinadas letras e melodias? A música faz parte do nosso cotidiano e é uma incrível ferramenta de transformação social. 

Pesquisadores reconhecem a música como uma prática de desenvolvimento humano, que contribui para a mente, para a concentração, para o equilíbrio e o raciocínio. Platão afirmava que “a música é um instrumento educacional mais potente do que qualquer outro” e estudos já revelaram que o ensino de música tem efeito positivo no desempenho acadêmico de crianças e adolescentes, além de melhorar suas habilidades de leitura.

Por isso, neste Dia Internacional da Música, separamos alguns exemplos de projetos que contribuem para o aprendizado e para sociedade com muitos sons e inspiração. Confira:

Orquestra de Cordas da Grota

Foto: Reprodução da Internet

Com sede na Grota do Surucucu, em Niterói/RJ, o projeto surgiu na década de oitenta, fundado por Otávia Paes Selles, professora aposentada, que resolveu ajudar as crianças da comunidade que apresentavam dificuldades na escola, dando aulas de reforço. Em 1995, o filho de Dona Otávia, Márcio Paes Selles, músico, começou a dar aulas de diversos instrumentos para os alunos. Atualmente, o projeto já contabiliza mais de 1 mil alunos e tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal de quem se encontra em situação de vulnerabilidade, por meio da identificação e potencialização de talentos, da construção de capacidades artísticas, ampliação da diversidade cultural, garantia dos direitos essenciais, profissionalização e inserção no mercado de trabalho.

Projeto Guri

Foto: Reprodução da Internet

Mantido pelo Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri oferece cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Mais de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o Estado de São Paulo, incluindo polos localizados polos em unidades da Fundação CASA. 

Ação Social Pela Música

Foto: Divulgação

A ASMB (Ação Social pela Música do Brasil) é uma organização não governamental que surgiu do sonho do maestro David Machado em 1994. O projeto visa levar a música clássica para crianças e adolescentes que vivem em comunidades em situação de vulnerabilidade social e estimular a formação de orquestras jovens. Possui núcleos no Rio de Janeiro, em Petrópolis e Piraí no Estado do Rio, em João Pessoa (PB) e Ji-paraná (RO). Atualmente 3.947 crianças, adolescentes e jovens são beneficiados pelo projeto.

Samba para todos Casa de David 

Foto: Divulgação

O Projeto Samba para Todos proporciona aulas de instrumentos de percussão de bateria de escola de samba para pessoas com deficiência intelectual, física e com autismo, de todas as idades. Tem como objetivo a estimulação psicomotora, entretenimento, espírito de equipe, elevação da qualidade de vida por meio da música e elevação da autoestima. Além do ensino dos instrumentos de percussão, propõe a musicalização por meio de uma metodologia diferenciada. O curso é uma das ações da Instituição Casa de David, em São Paulo.

Os benefícios do ensino musical

Assista ao TEDx Talks com Anita Collins, musicista e educadora, contando como a educação musical deve ser uma parte indispensável do currículo escolar e falando sobre os benefícios desse aprendizado para o desenvolvimento cognitivo:

 

 

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE