18/05/2022

Erros comuns que brasileiros cometem ao falar inglês

Além de estudos complementares e assistir aulas, o domínio da língua inglesa pede ao estudante bastante paciência. Visto que, ao longo de todo processo de aprendizagem, muitos erros naturais acontecem, algo normal para quem está aprendendo outro idioma. 

Vícios de pronúncia ou até mesmo dificuldade em compreensão de uma regra de gramática são erros comuns que brasileiros cometem ao falar inglês. 

Para potencializar sua jornada do aprendizado, separamos os erros mais comuns que os brasileiros cometem ao falar inglês, com a intenção de não repeti-los. Vem conhecer:

A pronúncia do  –th 

Uma das maiores dificuldades encontradas pelos estudantes de inglês é na hora de falar o dígrafo “th”, isso porque o som emitido na pronúncia não existe em nenhuma palavra no português. 

Para pronunciar corretamente palavras como think (pensar), anything (nada) e thousand (mil) precisa colocar colocar a ponta da língua nos dentes superiores. Esse movimento não é muito usado por brasileiros na hora de falar, por isso a dificuldade de expressar palavras com o dígrafo “th”. 

Falsos cognatos

Conhecido também com “falsos amigos”, falsos cognatos são palavras em inglês que têm a mesma semelhança fonética ou ortográfica com algum termo da língua portuguesa. Por conta dessa semelhança, muitos estudantes acabam confundindo uma expressão em inglês com uma em português. 

Confira uma lista com 5 exemplos de falsos cognatos para exemplificar o que foi dito: 

  • Support – parece suportar, mas significa apoiar.
  • Parents – parece parente, mas significa pais (mãe e pai).
  • Push – parece puxar, mas significa empurrar.
  • Realize – parece realizar, mas significa perceber.
  • Pretend – parece pretender, mas significa fingir.

Leia também: Conheça as palavras cognatas e falsos cognatos do inglês

Verbos “come” e “go”

De maneira resumida, o estudante de inglês aprende que o verbo “go” significa “ir”, por outro lado, o termo “come” significa “vir”. Porém, existem casos na língua inglesa que a palavra “come” também quer dizer “ir”, o que causa dúvida na cabeça do aprendiz. 

Em outras palavras, o termo “come” expressa o sentido de “vir”, no entanto quando está no sentido de “ir” em direção a uma pessoa com quem você está conversando ou em direção a você mesmo, o sentido muda. 

Exemplificando o que foi dito: 

  •  I wanna come with you. (Quero ir com você) 
  •  I’m coming. (Estou indo. 
  •  Are you coming to my party? (Você virá a minha festa?)
Sujeito oculto e uso do “it”

Erro comum para quem está começando a estudar inglês, diversos estudantes confundem a estrutura da língua portuguesa com a inglesa. Isso acontece porque no português existem frases com o sujeito oculto, ou seja, não se refere a nenhuma pessoa, por exemplo “está chovendo muito”.

Já na língua inglesa, precisa necessariamente usar o sujeito, nesse caso, a frase ficaria dessa forma “it is raining a lot”. No inglês, é obrigatório na estrutura da frase ter algum sujeito. 

Leia também: Filmes para aprender inglês

* Marina Camargo é professora de inglês e comunicadora social. 

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE
Recomendados
Outras matérias da mesma editoria