01/10/2020

Educação continuada melhora vida dos idosos

Especialistas apontam que pessoas com 60 anos ou mais que continuam estudando tendem a ter uma vida mais saudável

A população mundial, no geral, vive cada vez mais. O Brasil já tem mais de 28 milhões de pessoas na faixa etária dos 60 anos ou mais, o que representa 13% da população do país. E esse percentual tende a dobrar nas próximas décadas, segundo a Projeção da População, divulgada em 2018 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A educação é um dos direitos fundamentais para garantir que os idosos de hoje e do futuro tenham qualidade de vida.

Especialistas da área apontaram uma melhora na qualidade de vida de idosos com educação continuada. A Presidente do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Ensino Superior, Adriana Marmori, destacou em uma sessão da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados, em 2019, que há mais de 200 programas e projetos de extensão voltados para o ensino dos maiores de 60 anos, como as universidades abertas da terceira idade. Esse programa oferece disciplinas regulares dos cursos de graduação e atividades esportivas e físicas para os adultos da chamada “melhor idade”.

A Pearson Clinical, braço da Pearson Brasil sobre saúde emocional, explica que, para garantir o bem-estar na velhice, é necessário cuidar da saúde ainda na juventude. Porém, há cuidados que podem ser tomados para garantir benefícios com a idade avançada e o estudo é um deles. 

Além da prática de atividades físicas, que deve ser leve e proporcionar não só saúde física, mas um momento de lazer, de integração com as pessoas com quem se pratica os exercícios, também é importante que as pessoas da terceira idade frequentem cursos, palestras, reuniões ou atividades semelhantes, que possibilitem uma vida social favorável, pois com mais tempo livre, é importante se socializar em diversos ambientes.

No Brasil, além da educação, áreas como saúde, trabalho, assistência social, cultura, esporte, habitação e meios de transportes também são direitos regulamentados pela Política Nacional do Idoso, bem como o Estatuto do Idoso, sancionados em 1994 e em 2003, respectivamente. Todas essas pautas são lembradas todo dia 1º de outubro, quando é celebrado o Dia Nacional do Idoso.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE