fbpx
07/04/2020

Como ajudar seus alunos a se preparar para o Enem 2020

Veja dicas de como auxiliar os alunos para o estudo mesmo com rotina domiciliar

Mesmo com quadro de incertezas que paira sobre a educação, não há pronunciamento oficial que tenha afetado o cronograma de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2020), previsto para acontecer nos dias 1 e 8 de novembro, na versão impressa, e 11 e 18 de outubro, na versão piloto de aplicação digital.

Por isso, é essencial que este momento de distanciamento social não interfira nos estudos e na preparação dos estudantes para o Exame. Mesmo em rotina domiciliar, e mais do que nunca, o professor pode continuar ajudando os seus alunos a se desenvolverem.

O professor pode:

  • Criar planos de estudo e compartilhar com os estudantes e pais por e-mail;
  • Manter contato com os alunos e se colocar à disposição para tirar dúvidas;
  • Criar um canal no Youtube com dicas de estudos na sua disciplina;
  • Caso se sinta confortável, pode também utilizar as suas redes sociais para estreitar a relação com os estudantes e compartilhar conteúdos relevantes;
  • Utilizar o Google Classroom para transmitir aulas;
  • Utilizar os canais oferecidos pela escola (quando houver) para manutenção das atividades.
Pearson recomenda

Diante do cenário, o time pedagógico da Pearson faz recomendações para a condução das atividades dos estudantes para a preparação para o Enem 2020.

Leitura:

Dentre as disciplinas que são obrigatórias na prova, as questões literárias podem ser estudadas desde agora pelo hábito da leitura e, assim, também servir como um passatempo no período de distanciamento.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela elaboração do Enem 2020, não exige livros obrigatórios nem disponibiliza uma lista com indicações. No entanto, alguns autores nacionais são citados desde a primeira edição, como Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis e Manuel Bandeira.

Além disso, a leitura ajuda na interpretação dos enunciados das questões gerais dos testes e, ainda, na construção da redação. Afinal, vocabulário, regras gramaticais e ortográficas e pontuação estarão mais afinados e presentes na memória.

A dica é válida, também, para as questões de múltipla escolha. Já que nessas alternativas, o órgão avaliador consegue perceber a capacidade do candidato para seleção, organização, interpretação das situações apresentadas e, claro, a execução completa e correta da situação-problema.

Cronograma

É recomendado que os estudantes reservem, no máximo, seis horas de estudo diárias. Como se estivessem em aula, os dias devem ser divididos entre as disciplinas regulares e, também, em intervalos de, aproximadamente, 10 minutos a cada hora de estudo. O restante do tempo deve, sim, ser planejado para lazer e família.

Preparação para os desafios

Além disso, o aluno deve manter a calma, achar soluções para os desafios que podem aparecer diariamente, incluindo os pessoais, e procurar, no site ou nas plataformas disponibilizadas pela escola, ajuda para sanar dúvidas. Neste sentido, os professores e colegas de classe também podem estar disponíveis para auxiliar.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
Recomendados
Outras matérias da mesma editoria