fbpx
06/02/2020

Caminhos para compreender educação inclusiva e equitativa

Professores da rede municipal compartilham práticas educativas de diversidade e equidade no Papo Pearson

O 4º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, pretende assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.

O Papo Pearson, transmissão ao vivo que ocorre mensalmente na página do Facebook da Pearson Brasil, conduzido pela coordenadora pedagógica da Pearson, Caroline Raniro, convidou os professores Paulo Roberto Magalhães e Cíntia Gabriel. Os educadores compartilharam, portanto, boas práticas educativas de diversidade e equidade nas escolas municiais de São Paulo onde lecionam.

“O que espero é uma educação real das relações étnico-raciais. A fim de que haja uma preocupação do fazer pedagógico que inclua meninas e meninos negros que, muitas vezes, não se reconhecem na sala de aula”, disse Cíntia.

Cíntia é professora da Língua Inglesa, no Ensino Fundamental e Educação para Jovens e Adultos, na EMEF Duque de Caxias. Lá, ela toca projetos para fortalecer e contemplar heranças culturais negras, chamando a atenção para questões sociais atuais e defender a preservação das expressões artísticas.

Com os alunos do Ensino Fundamental da escola que está localizada na região do Glicério, o professor Paulo mostra como é possível fazer com que os alunos sintam-se pertencentes na disciplina de Geografia, por exemplo.

Desde 2016, ele toca o projeto “Aulas Públicas”. Uma iniciativa que busca conectar a escola à comunidade e levar os alunos a reconhecerem, por meio dessa prática, o respeito ao bairro, aos espaços educativos da cidade, e a cidadania. ”A nossa iniciativa fez com que os alunos se encontrassem naqueles espaços, de novo, de uma forma diferente”, disse Paulo.

Pearson Para Todos

No Papo, Caroline lembrou da iniciativa Pearson Para Todos, programa interno formado por seis grupos que reconhece e valoriza minorias historicamente constituídas. “Entendemos que essa formação reflete sobretudo na preocupação com as nossas escolas. Pois é de onde vêm questionamentos e pedidos de informações relacionadas a essa visão de diversidade e equidade”, disse.

Ao longo do Papo Pearson, os convidados e a coordenadora pedagógica da Pearson interagiram e responderam questionamentos dos internautas sobre educação inclusiva e equitativa.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
Recomendados
Outras matérias da mesma editoria