fbpx
01/04/2020

Bem-estar: 6 dicas para cuidar de si mesmo durante distanciamento social

No momento, muitas pessoas estão trabalhando em um novo ambiente, se tornaram professores dos filhos, cuidam da família em tempo integral e lidam com a ansiedade que advém de viver no meio de uma pandemia. Estão todos sentindo bastante estresse. O autocuidado é crucial para gerenciar essas emoções negativas e ser resiliente. Nossos especialistas selecionaram 6 dicas para você lidar com esse momento da melhor maneira. Veja:

1. Cuide do seu bem-estar físico e mental
Se possível, continue com suas práticas atuais de autocuidado, pois é mais fácil manter os hábitos existentes. No entanto, muitos de nós terão que alterar ou descobrir novos. Para isso, você pode optar por refeições saudáveis, exercícios por meio de vídeos, faça alguma atividade que lhe traga alegria – aquilo que você mais gosta, e treine sua respiração, também.

2. Manter conexões sociais
Para introvertidos e extrovertidos, as atividades mais importantes para promover nosso bem-estar são inerentemente sociais, o que pode dificultar esse período em que somos encorajados a ficar fisicamente distantes de nossos entes queridos. É ainda mais importante manter nossas conexões sociais, usando a tecnologia para nos ajudar a permanecer psicologicamente próximos. Por isso, use os canais de comunicação para fazer videoconferência, mandar um áudio ou até mesmo uma mensagem de “bom dia”.

3. Crie uma estrutura e um cronograma
Ver as notícias pode nos fazer sentir falta de controle, o que alimenta o estresse. Controle o que puder e mantenha o máximo de normalidade possível. Desenvolva um cronograma e tente manter a sua rotina. Seja, também, gentil consigo mesmo nesse trabalho porque são novos processos e rotinas.

4. Seja um consumidor de mídia inteligente
É importante encontrar um equilíbrio em relação ao consumo de mídia. Com as situações mudando rapidamente em uma crise, é útil acompanhar as notícias para manter-se atualizado. Por outro lado, a visualização repetida de notícias (geralmente negativas) pode aumentar o estresse e a ansiedade.
Considere fazer pausas na visualização das notícias ou agendar horários específicos para verificar as notícias. Também pode ser útil limitar o consumo de mídia a alguns sites confiáveis, o que pode ajudar a impedir que você ouça as mesmas informações repetidamente.

5. Procure ajuda adicional, se necessário
Durante momentos como esse, é completamente normal experimentar níveis elevados de estresse, juntamente com outras emoções negativas, como tristeza, ansiedade, raiva e frustração. Se estes persistirem ou piorarem e começarem a causar sofrimento ou disfunção significativa, procure ajuda adicional.
Muitos terapeutas estão migrando para o fornecimento de telemedicina para obter suporte profissional sem precisar se encontrar pessoalmente.

6. Pratique empatia
De muitas maneiras, estamos sobrecarregados de informações e recomendações e pode ser fácil cair na armadilha de julgar os outros por suas escolhas. Mas muitos estão tendo que ponderar preocupações financeiras com saúde pública e segurança pessoal e tomar decisões difíceis. Pratique o autocuidado, faça o melhor que puder e seja gentil consigo mesmo e com os outros.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0    Média: 0/5]
COMPARTILHE
Outras matérias da mesma editoria