fbpx
06/02/2020

3 mitos sobre empregabilidade que precisamos desconstruir agora

As habilidades necessárias no mercado de trabalho do futuro não serão as mesmas das valorizadas hoje. Veja como toda a sociedade pode se preparar para essa mudança

O aumento da longevidade e o ritmo crescente das mudanças tecnológicas têm implicações significativas em como preparamos os alunos para o sucesso a longo prazo na vida e no trabalho. “Demógrafos previram que já nasceu a primeira pessoa que viverá até os 150 anos. Isso significa que as crianças que ingressam na escola hoje possivelmente serão a primeira geração de trabalhadores com 100 anos de carreira. Como educadores, precisamos nos questionar como podemos prepará-los para esse futuro e para melhorar sua empregabilidade”, disse a Dra. Kristen DiCerbo, vice-presidente de Learning Research & Design da Pearson.

Em webinar realizado nesta quarta-feira (05/02) sobre as habilidades que tornam pessoas empregáveis, ela elencou três mitos sobre empregabilidade que precisam ser desconstruídos agora para podermos melhor preparar os estudantes para o mercado de trabalho do futuro e para continuarem aprendendo ao longo da vida:

MITO 1 – Empregabilidade é uma preocupação apenas do Ensino Superior

O desenvolvimento dessas capacidades deveria começar antes mesmo de a carreira ser uma preocupação dos estudantes. “Este mito talvez seja um dos grandes responsáveis pela diferença brutal entre o que os diretores acadêmicos e os empregadores pensam sobre a educação de habilidades para o futuro”, pontuou a Dra. DiCerbo, que também é Ph.D. em Psicologia Educacional pela Universidade Estadual do Arizona.

Um estudo da Fundação Gallup mostrou que, enquanto 96% dos diretores acadêmicos acreditam que estão equipando seus alunos para um emprego no futuro, apenas 11% dos empregadores pensam que as instituições de ensino estão efetivamente preparando os estudantes para o mercado de trabalho.

Outra pesquisa, conduzida com CEOs pela PwC, apontou que “a disponibilidade de pessoas que possuem habilidades de ciência, tecnologia, engenharia, matemática e habilidades unicamente humanas (por exemplo, criatividade, empatia, colaboração), cada vez mais valorizadas no mercado de trabalho de hoje, não consegue acompanhar a demanda”.

MITO 2 – As habilidades de empregabilidade são novas

Elas não são novas, mas é verdade que se tornam mais importantes agora do que em qualquer período da História. “E as habilidades que estarão em alta nos empregos daqui a cinco ou dez anos são, essencialmente, humanas”, afirmou a especialista.

De acordo com a pesquisa “O futuro das habilidades: empregabilidade em 2030”, realizada pela Pearson, existem 10 principais habilidades e conhecimentos associados às ocupações em ascensão. São elas:

 

  • Estratégias de aprendizado 
  • Psicologia 
  • Instruir
  • Percepção social 
  • Sociologia e Antropologia 
  • Educação e treinamento 
  • Coordenação 
  • Originalidade 
  • Fluência de ideias 
  • Aprendizado ativo 

 

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo, em que Juliano Costa e Vincent Bonnet, da Pearson, apresentam os resultados do estudo:

MITO 3 – Empregabilidade se resume a moldar pessoas para um trabalho específico

Na verdade, a empregabilidade aborda as habilidades que precisamos como pessoas para sermos bem sucedidos hoje e no futuro. A Dra. DiCerbo elencou algumas delas:

“Em primeiro lugar, devemos levar em conta as competências de produtividade, aquelas que fazem com que as pessoas sejam produtivas em seus trabalhos. Já as competências transacionais ajudam os indivíduos a manterem seus empregos e a progredirem neles. Por isso, o domínio da língua inglesa também é crucial no mercado do futuro. E, mais importante de tudo, aprender a aprender é vital para que os profissionais estudem ao longo de toda a vida para adquirir novas habilidades.”

Quer assistir aos próximos webinars?

Durante fevereiro e março, os especialistas globais da Pearson debatem, em inglês, o ensino de habilidades socioemocionais nas escolas. Inscreva-se gratuitamente neste link.

Entretanto

Entretanto Educação
Avalie o artigo
[Total: 2    Média: 5/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 2    Média: 5/5]
COMPARTILHE
Outras matérias da mesma editoria