29/04/2021

Assistir “Friends” sem legenda ainda é um privilégio para poucos

Por Carolina B. Lindquist e Pedro Borges

 

Num mundo tão conectado, a proficiência em outros idiomas já não é mais um diferencial, e sim um requisito. Falar um idioma estrangeiro significa muito mais que entender letras de músicas internacionais e não se confundir quando a placa da porta diz “push”; é acessar um mundo mais democratizado, em que oportunidades surgem com mais facilidade. Ainda assim, o aprendizado de idiomas no Brasil, um país tão desigual, tipicamente se restringe às classes mais favorecidas e dialoga pouco com a vida real dos estudantes (afinal, quem nunca se perguntou “pra que vou usar o verbo to be na minha vida?”). 

Buscamos mudança por meio do empreendedorismo social juvenil. Por meio do Globalizando, uma organização sem fins lucrativos, conectamos voluntários multilíngues com brasileiros de baixa renda para trabalharem juntos um idioma através dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e diversidade cultural. Junto com as dinâmicas pedagógicas, a comunidade unida e as oportunidades internas de desenvolvimento, formamos cidadãos globais preparados para agir num mundo em que fronteiras são cada vez mais imaginárias. 

Como bem exemplificou Paulo Freire, não é suficiente explicar que “Eva viu a uva”, sendo necessário entender o contexto social de Eva e sua posição na sociedade. Da mesma forma, o aprendizado de idiomas isolado do mundo real, além de dificultar o engajamento dos aprendizes com o conteúdo, falha em prepará-los para entender e agir sobre os problemas globais. A fusão do ensino sobre os ODS e diversidade cultural com as aulas de idioma busca posicionar os jovens em suas comunidades como agentes de mudança. 

Apesar de já termos impactado mais de 900 brasileiros em apenas dois anos, garantir que todo jovem de baixa renda tenha acesso a um ensino de idiomas de qualidade ainda é um sonho distante. Contudo, aumentar a porcentagem de apenas 5% dos brasileiros proficientes em uma língua estrangeira é essencial para a construção de um país mais justo, desenvolvido e com igualdade de oportunidades. 

Esse artigo e outros conteúdos sobre aprendizagem, você encontra no novo e-book da Pearson “Transformações da Aprendizagem”. BAIXE AGORA!

Carolina B. Lindquist e Pedro Borges são idealizadores do Globalizando, projeto que oferece aulas gratuitas de inglês e mentoria para jovens de baixa renda.

Colaboração

Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE
PARTICIPE
Faça seu login
Avalie o artigo
[Total: 0   Average: 0/5]
COMPARTILHE