7 dicas para aumentar a confiança do aluno

7 dicas para aumentar a confiança do aluno

por: Entretanto

“Isso nunca dará certo! ”, “Eu nunca me lembrarei de tudo isso! ” “Para quê eu preciso aprender isto? ”. Já ouviu seus alunos dizerem essas coisas? Se já ouviu, talvez eles estejam precisando da sua ajuda para aumentar a sua autoconfiança.

Ter um bom nível de autoconfiança é importante ao aprender. Todos os alunos são diferentes, o que não diminui nem aumenta a capacidade deles. Eles não precisam ser os mais brilhantes ou os mais bem-sucedidos, mas acreditarem em si mesmos e em suas habilidades para, consequentemente, adotar uma atitude mental positiva em relação à sua aprendizagem.

Confira a seguir algumas dicas:

1. Elogie seus esforços
Às vezes, o progresso feito durante a jornada do aprendizado pode ser esquecido. Portanto, elogie seus alunos naquilo que eles fizerem de bom e, ao corrigir seus projetos, lembre-se de dizer o que eles fizeram de correto, não apenas o que fizeram de errado. Se seus alunos puderem reconhecer seu progresso, isto os ajudará a se sentirem motivados para aprender, seja qual for seu o ritmo.

2. Evite corrigir publicamente o tempo todo
É importante corrigir os erros dos alunos, mas se corrigirmos publicamente cada erro cometido, logo em seguida, a confiança deles diminuirá, pois eles sentirão incapazes. Em vez disso, faça as correções necessárias individualmente e lembre-se de enfatizar seus pontos fortes.  Isso fará com que os alunos se desprendam de suas inibições.

3. Pergunte-lhes sobre seus objetivos
Por mais que os padrões de educação não sejam somente uma criação de professores, adquirir novos conhecimentos pode fazer com que suas mentes divaguem. Portanto, pergunte-lhes o que querem fazer com suas novas competências e ajude-os a alcançarem seus objetivos. Isto fará com que tenham muito mais motivação para as aulas. Se seus alunos estão próximos dos períodos de vestibulares, eles terão objetivos específicos a alcançar. Portanto, planeje aulas que os ajudem a se esforçarem e, mais uma vez, lembre-os de seus progressos. Por exemplo, inicie a aula dizendo a seus alunos que hoje eles aprenderão a fazer o check-in em determinado ponto da caminhada até o vestibular. No final, termine a aula dizendo: “Parabéns! Agora vocês estão prontos para fazer o check-in na próxima parada rumo à faculdade!”.

4. Incentive-os a fazerem perguntas
Se os alunos continuarem a não entender determinado assunto, eles permanecerão confusos com as tarefas estabelecidas. Incentive-os a fazer perguntas quando não entenderem algo. Isso não só trará soluções, mas também fará com que se sintam responsáveis por sua própria aprendizagem. Serem capazes de avançar para o próximo nível fará maravilhas por suas autoconfianças.

5. Permita que eles tentem ensinar
Usar temas atuais, de interesse dos alunos, é imprescindível para motivá-los a aprender. Isto inclui relacionar a aula em questão com músicas, filmes e programas, como seriados da Netflix. Se seus alunos sabem mais sobre estes assuntos do que você, então, deixe-os serem professores por um momento, em sala de aula. Uma vez que conseguir que seus alunos falem sobre o assunto escolhido, transforme-o em um exercício de aprendizagem.

6. Use recursos visuais
Recursos visuais como objetos e fotografias estimulam os alunos e ajudam-nos a superar eventuais dificuldades. Por exemplo, se um aluno é convidado a contar uma história para a classe, ele se sentirá mais confiante se puder unir isto à exibição de ilustrações.

7. Incentive a repetição e os hábitos
Incentivar seus alunos a repetirem frases e expressões fará com que eles fiquem familiarizados com o novo conhecimento.

Conteúdo originalmente publicado em Pearson English.

Receba nossa News