Aprendizado ao longo da vida

por: Camila Achutti

O lifelong learning, ou aprendizado ao longo da vida, é nome que se dá à necessidade de continuar a aprender, mesmo depois de finalizada a formação acadêmica. Este método tem sido atualmente a tônica do mercado produtivo, e se tornou imprescindível nos novos tempos, como bem mostra a revista The Economist na capa de 14 de janeiro deste ano.

Educar uma pessoa desde cedo e por apenas parte da sua vida, para que ela exerça uma função específica durante o resto da sua existência, não faz mais o menor sentido. Esse modelo de ensino do século 20, que predomina até hoje e que até funciona na sociedade industrial, definitivamente, não prepara ninguém para o trabalho e para a vida no século 21, onde vivemos a sociedade do conhecimento.

A tecnologia evolui muito rápido. Em passos exponenciais e como diria Peter Diamandis, fundador da Singularity University, o mundo nunca mais será tão lento quanto hoje. A virada do milênio, com a popularização da internet e tantos outros avanços tecnológicos, transformaram radicalmente as relações, o consumo, o trabalho, enfim, nossas vidas.

Diante disso, só nos resta uma certeza: precisamos mudar o modelo de educação. O quanto antes! Dito isso, precisamos começar a pensar em qual é o modelo que funciona. Na verdade, nenhum vai ser perfeito e suficiente. Principalmente pelo paradoxo linear versus exponencial: vivemos tempos exponenciais, mas nosso pensamento continua linear.

Vivemos, pensamos e produzimos tentando achar padrões que sirvam para tudo e todos. Nos nossos tempos, esse esforço é em vão. Precisamos passar a compreender o aprendizado não como uma tarefa pontual, que tem data para começar e terminar, mas como um investimento de longo prazo que não tem data para acabar. Adquirir novas habilidades para substituir as que já ficaram para trás e não mais são necessárias se tornou um ato essencial para empregados e empregadores.

A sala de aula com certeza deve fazer parte do plano para a preparação da humanidade para os próximos séculos, mas precisa de transformações. O quanto antes e o mais rápido possível. Para termos humanos capazes de manter o desenvolvimento da humanidade, temos que estudar a vida inteira. E por isso, a única certeza que temos é que aprender a aprender passa a ser vital.

Receba nossa News