Storytelling colaborativo e participação coletiva

por: Sérgio Campelo

Já ouvir falar de Storytelling Colaborativo? É a técnica de contar histórias em conjunto, momento em que todos podem participar e intervir no desenrolar da narrativa. A atividade tem como objetivo trabalhar interdisciplinarmente a leitura e a escrita por meio da contação de histórias, com a participação de todos e com a mediação a figura do professor. A metodologia utilizada na atividade segue as seguintes etapas.

 

1.Impressão das folhas contendo as fichas de personagens, cenários, objetos, atividades e sentimentos;

 

Desenhe ou cole imagens relacionadas às fichas. Veja os exemplos:

Personagens: pessoas, animais, objetos animados, profissionais, etc.
Cenários: casas, cenários rurais ou urbanos, escolas, bibliotecas, castelos, terra dos sonhos, etc.
Objetos: veículos, roupas, peças em geral, alimentos, etc.
Atividades: andar, correr, saltar, voar, viajar, gritar…
Sentimentos: alegria, tristeza, fome, raiva, constrangimento, etc. Utilize emojis como referência.

 

2. Após desenhar ou colar, recorte as fichas e separe-as em cinco pilhas, separadas de acordo com sua categoria: uma só com personagens, outra só com cenários;

 

3. Peça para o primeiro aluno participante tirar uma ficha da pilha de personagem e escrever uma frase incluindo-o;

 

4. Peça para o próximo aluno tirar uma ficha da pilha de cenários e também escrever uma frase incluindo o cenário e o personagem escolhido pelo aluno anterior;

 

5. Solicite ao terceiro aluno participante para que tire uma ficha de objetos e continue a história utilizando-se também do personagem e cenário anteriores.

 

6. Faça o mesmo procedimento com as fichas de atividade e sentimento.

 

A atividade mencionada acima foi aplicada com alunos de 5 º ano do Ensino Fundamental.  O objetivo da atividade foi trabalhar interdisciplinarmente o processo de produção textual, identificando as dificuldades dos alunos durante o processo de leitura e escrita para uma melhor adequação das futuras atividades de progressão de aprendizagem.

 

A atividade foi muito produtiva e os alunos adoraram. Pude perceber que eles participaram ativamente, com muita criatividade e demonstrando muita imaginação na criação das histórias. Assim, foi possível avaliar individualmente as principais dificuldades dos alunos, seus avanços e limitações, proporcionando a intervenção nessas dificuldades de maneira pontual.

 

+ Leia a série de textos sobre Storytelling, do professor Sérgio Campelo.

Receba nossa News

A Educação é feita da união de conhecimentos. Preencha seu e-mail e receba nossos conteúdos atualizados!

*Não lote sua caixa de e-mail. Nossas newsletters são enviadas quinzenalmente e trazem um resumo dos melhores conteúdos publicados.