Saberes e sabores na aprendizagem das frações

por: Flávia Bento Farias

A alfabetização em matemática, sobretudo nos anos iniciais do Ensino Fundamental, é essencial, pois os conhecimentos adquiridos nesta etapa são pré-requisitos para aquisição de novos conceitos. Mais do que memorizar regras e fórmulas, é preciso estabelecer uma relação com o conhecimento.

 

De acordo com Machado (1990, p.15):

 

[…] a Matemática faz parte dos currículos desde os primeiros anos da escolaridade, ao lado da Língua Materna. Há um razoável consenso com relação ao fato de que ninguém pode prescindir completamente de Matemática e, sem ela, é como se a alfabetização não se tivesse completado.

 

Pensando a alfabetização matemática como uma forma do aluno relacionar-se com o mundo e ser capaz de resolver os problemas do cotidiano de forma natural que o projeto “Saberes e sabores na aprendizagem das frações” foi apresentado aos alunos do 4º ano do Centro Educacional Khalil Zaher, em Rondonópolis, cidade do Estado do Mato Grosso.

 

O projeto tem como objetivo concretizar as ideias acerca dos números fracionários para tornar o estudo das frações uma prática significativa e prazerosa para os alunos. Iniciamos com a apresentação conceitual das frações e, em seguida, propus aos alunos que fizéssemos pizzas em sala de aula. A análise dos ingredientes, das unidades de medida utilizadas em cada um motivou a turma e estabeleceu uma relação prazerosa/saborosa com o conhecimento.

 

Após fazer e assar as pizzas, sob a orientação da professora, os alunos puderam explorar as noções de inteiro e suas partes, como a ideia de metade, quarta parte, oitava parte, por exemplo. As correspondências entre as partes, expressas por meio das equivalências também foram observadas.

 

Entendemos que o processo de alfabetização em Matemática é o principal objetivo dos anos iniciais para que o aluno possa compreender a realidade na qual está inserido. O resultado dessa atividade foi a aquisição de conceitos, vocabulário e conhecimentos de forma significativa. Envolver os alunos nas atividades de construção do conhecimento é dar sentido à aprendizagem e desmistificar o ensino-aprendizagem da matemática relacionando os saberes com os sabores.

 

Referências:

MACHADO, N. J. Matemática e Língua Materna: analise de uma impregnação mutua. São Paulo: Cortez, 1990
SMOLE, K. C. S. & CANDIDO, P. T. Matemática e literatura infantil. Belo Horizonte: Lê, 1997

Receba nossa News